Morre aos 65 anos o radialista Jonas Bicev

Morre aos 65 anos o radialista Jonas Bicev

Faleceu nesta segunda-feira (22) , aos 65 anos, vítima do novo coronavírus, o radialista Jonas Bicev, também carinhosamente chamado de Fubá. Por conta da idade e por fazer parte do grupo de risco, já estava afastado do trabalho presencial desde o início da pandemia.

Com tosse intensa e dores pelo corpo, foi levado por familiares ao hospital São Camilo no último dia 13. De acordo com relatos do filho, Jonas, "os rins estavam comprometidos e os médicos chegaram a se preparar para fazer uma hemodiálise, mas a pressão baixa era um risco e o procedimento acabou não sendo realizado". O caso agravou-se e, com problemas de pressão arterial, ele acabou não resistindo.

FUBÁ

Ganhou esse apelido quando, jovem, com cabelos ruivos, já atuava como operador de áudio. Era colaborador das Rádios Cultura FM (103,3 MHz) e Cultura Brasil (1200 kHz), emissoras da Fundação Padre Anchieta, desde março de 1987, onde atuava como operador de gravação.

Teve passagens por outras emissoras como as rádios Capital, Jovem Pan e Bandeirantes, onde trabalhou com nomes como Hélio Ribeiro, Osvaldo Sargentelli e José Paulo de Andrade - na mesa de som do "Pulo do Gato". Nos últimos 10 anos cuidava, entre outros, da sonoplastia do programa Fim de Tarde, apresentado pelo maestro Júlio Medaglia, na Cultura FM.

Jonas Bicev era um profissional admirado pelo carinho com que lidava no tratamento de cada gravação."Tinha um ouvido extremamente sensível… não deixava passar uma falha. E com um bom humor sempre presente. Sempre sorridente", relata o locutor Alfredo Alves.

Deixa esposa e três filhos e uma legião de pessoas que o admiravam como colega de profissão.

FONTE: Cultura FM