MP denuncia Adrilles Jorge por suposta saudação nazista na Jovem Pan

MP denuncia Adrilles Jorge por suposta saudação nazista na Jovem Pan
reprodução: Gesto de Adrilles Jorge foi interpretado como saudação nazista

O MP-SP (Ministério Público de São Paulo) fez uma denúncia contra Adrilles Jorge após uma suposta saudação nazista do comentarista ao vivo no programa "Opinião", exibido pela Jovem Pan em fevereiro.

Segundo a denúncia, a qual o site Splash (portal UOL) teve acesso, Adrilles "praticou, induziu e incitou a discriminação e preconceito de raça sob a forma de uma saudação nazista". O gesto foi analisado pelo GECRADI (Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância).

O texto argumenta que Adrilles Jorge violou a lei 7716/89, que estipula uma multa e pena de um a três anos. A denúncia é assinada pela promotora de Justiça Maria Fernanda Balsalobre Pinto.

"O contexto em que foi feito o gesto, a absoluta identidade estética, o fato de o denunciado jamais ter usado tal maneira de se despedir nos cerca de 60 programas dos quais participou anteriormente são elementos que evidenciam a utilização da saudação nazista", diz um trecho do documento.

O arquivo também pede que as imagens do programa, retirado do ar pela Jovem Pan, sejam analisadas antes de uma decisão judicial.

"O contexto guarda relevância tão somente para evidenciar que o gesto externalizado é a saudação nazista 'Sieg Heil', a qual encontra subsunção penal em razão do conteúdo inerente", aponta a denúncia.

Entenda o caso

Adrilles Jorge foi demitido pela Jovem Pan após fazer um gesto interpretado como saudação nazista no programa "Opinião", exibido pela emissora em 8 de fevereiro.

Em nota, o Grupo Jovem Pan disse repudiar qualquer manifestação em defesa do nazismo e suas ideias e que os comentaristas têm liberdade para emitir opiniões, desde que permaneça nos limites da lei.

O ex-BBB compartilhou um vídeo no Twitter negando que tenha feito uma saudação nazista. "Infelizmente a pressão de uma turba 'canceladora' e sua sanha de sangue surtiram efeito".

Após a manifestação de repúdio de entidades judaicas, o gesto de Adrilles também chamou a atenção do Ministério Público. Um dia após o ocorrido, foi confirmada uma investigação para analisar a saudação.

Menos de 50 dias após deixar a Jovem Pan, Adrilles Jorge retornou à emissora e passou a integrar o quadro de apresentadores do programa "Morning Show".

FONTE: Splash - UOL