Record TV é tirada do ar e interditada após surto de Covid-19

Record TV é tirada do ar e interditada após surto de Covid-19
Edifício sede da RIC, afiliada da Record em Londrina, foi interditado por um surto de Covid-19 (foto: Reprodução/RIC)

A RICTV, afiliada da RecordTV em Londrina (PR), se tornou o epicentro de novos casos da Covid-19 na cidade paranaense e acabou sendo interditada nesta terça-feira (16), para que a sede da emissora pudesse passar por um rigoroso processo de limpeza hospitalar e desinfecção.

A decisão de interditar o edifício da empresa foi tomada pela diretoria do canal, de forma voluntária, depois de um súbito surto de coronavírus entre os colaboradores: 60% dos profissionais que trabalham no local foram afastados com quadro clínico que indicava uma suspeita da doença, e dez pessoas tiveram diagnósticos positivos confirmados. Trata-se da segunda maior cidade do Paraná, com mais de 600 mil habitantes.

Sem funcionários o suficiente, a emissora acabou sendo tirada do ar por tempo indeterminado. O último programa transmitido pela afiliada foi ao ar na noite de segunda-feira (15): foi a edição regional do Cidade Alerta, comandada por Vinícius Buganza — além do telejornal noturno, a RIC Londrina produz uma edição exclusiva do Balanço Geral, que conta com a apresentação de Giuliano Marcos, que já não foi exibido nesta terça-feira (16). Ao todo, a parceira da Record produzia mais de cinco horas de conteúdo regional de segunda a sexta-feira.

FONTE: tvpop